Em: 6 de setembro de 2018 as 21:09

Ipanguaçu brilha na avenida contando luta pela educação e direitos humanos em desfile cívico

A Prefeitura de Ipanguaçu, através da Secretaria de Educação, promoveu por volta das 16:30min desta quarta-feira, 06, o desfile cívico em alusão ao dia da Independência do Brasil. Com o tema, “Educação e Direitos Humanos – Compromisso de Todos”, escolas da rede municipal de ensino e demais entidades seduziram o público que acompanhou todo o trajeto do evento com mensagens oportunas que refletiram o cenário atual da sociedade.

O desfile foi composto em sua grande parte por crianças e jovens das escolas municipais da cidade. Temas como igualdade de gênero e raça, preconceito racial, abuso sexual, violência contra mulher e evasão escolar foram narrados no centro da cidade. Com 15 alas, a sequência do desfile teve em sua abertura o grupo do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA), que integra as ações do Selo Unicef no município.

A Professora Luzanira Cabral, que faleceu no último dia 19 de agosto em decorrência da gravidade dos ferimentos após ser agredida durante uma tentativa de assalto, foi homenageada pela Escola Municipal Francisco Targino Nobre da comunidade de Língua de Vaca, emocionou todos ao relembrar o episódio e defender uma redução nos índices de violência contra o público feminino que o país vivencia.

O percurso do desfile se encerrou na praça José Medeiros, que contou ainda com uma cerimônia e apresentações culturais dos participantes. Mediado pelas professoras Aloma Farias e Janilene Araújo, prestigiaram a solenidade o Prefeito Valderedo e secretários de sua administração.

O processo de separação política entre Brasil e Portugal completa 196 anos. A gestão municipal mantém acesa a tradição de enaltecer a independência do país, ao produzir  um contexto profundo diante de assuntos de interesse coletivo por meio do desfile cívico. O acesso à dignidade e o debate na sala de aula sobre respeito, liberdade de expressão e garantia de direitos, transmite o proposito do poder público em enriquecer as questões humanas. “A relação entre educação e direitos humanos deve ser conjunta. Estou sempre aberto ao diálogo e gerando projetos para construir nesta terra uma Ipanguaçu sem inferioridades, com direitos assegurados e serviços públicos de qualidade”, afirmou Valderedo.

Fonte/Fotos: Núcleo de Comunicação – Prefeitura de Ipanguaçu

Para mais imagens do evento, acesse nossa página no Facebook.

Últimas manchetes