Origem

Seu primeiro nome, SACRAMENTO, provém de uma fazenda de gado de propriedade, na época, do Cel. Antonio da Rocha Pita e que em 1845 foi vendida a Manoel de Melo Montenegro.

Segundo os moradores mais antigos, a origem do nome Sacramento deu-se em conseqüência de um acidente ocorrido na referida fazenda, no atual Bairro Maria Romana.

Certa vez um vaqueiro campeando uma novilha em seu cavalo, caiu acidentalmente por sobre uma estaca que lhe furou o pescoço. Quis Deus que naquele momento passasse um padre vindo da cidade de Macau e que ao deparar com tamanha tragédia, vendo o vaqueiro agonizante, deu-lhe o sacramento da extrema-unção. Aos presentes o padre perguntou o nome daquele lugar, tendo como resposta tratar-se de uma fazenda de gado. Naquele momento, o sacerdote declarou que aquele lugar passaria a se chamar Sacramento.

Esta terra que anos depois com a chegada do Cel. Ovídio Montenegro passou a ser vila, povoado e distrito foi, segundo seus ancestrais, habitada pelos índios das tribos janduís e potiguares.

Seu nome atual – IPANGUAÇU foi escolhido pelo historiador Nestor dos Santos Lima, que atendendo ao pedido do Sr. Manuel de Melo Montenegro deu o nome à nova cidade. “Este, em resposta ao mesmo, disse:” Major, o seu Sacramento é uma grande ilha, que em tupi guarani significa Ipanguaçu. IPAN = ilha + GUAÇU = grande” Este era também o nome de um pajé, chefe das tribos janduís, com muito prestígio junto aos colonizadores, e que colaborou com a fixação dos portugueses nos fins do século XVI

A cidade é cercada por dois rios, o Piranhas ou Açu e Pataxó, que em seu trajeto natural, brindou-nos com esta maravilhosa e hospitaleira ilha.

Últimas manchetes