Em: 15 de janeiro de 2018 as 10:20

Saúde alerta população para o combate ao mosquito transmissor da dengue

Com a chegada do verão e a volta da época de chuvas, o risco de contágio da Dengue, Zika e Chikungunya retorna. Apesar de não terem aparecido novos casos na comunidade recentemente, a não deixa de ser um período preocupante. Isso também por causa da variante chamada “hemorrágica”, que pode matar no período de um dia após a infestação.

A maneira mais eficaz de se prevenir a doença é impedir o ciclo de reprodução do mosquito transmissor. O inseto coloca seus ovos apenas em acúmulos de água limpa, sendo essa a razão para ele ser tão frequente em épocas de chuva. Muitos materiais podem se tornar propícios para o desenvolvimento larvas do mosquito. Pneus velhos, caixas d’água, garrafas, calhas entupidas, vasos de flor e também recipientes jogados em lixo descoberto.

A secretaria municipal de saúde solicita a colaboração de toda a população e destaca a importância de estarem alertas para qualquer dos sintomas, como:

1. Febre alta

2. Náuseas e vômitos

3. Dor de cabeça e no fundo dos olhos

4. Manchas vermelhas na pele

5. Mal-estar e cansaço extremo

6. Dor abdominal, nos ossos e nas articulações

Descrição: Sintomas da dengue clássica

A Secretária de Saúde Sâmia Morais afirma que varias atividades estarão sendo desenvolvidas com objetivo de prevenir qualquer tipo de epidemias no município. Destaca ainda que na luta contra o Aedes Aegypti somos todos responsáveis e que vai precisar do apoio da população para vencer essa luta, pois a melhor forma de combate ao mosquito começa com cada um de nós. Juntos vamos impedir que o mosquito continue prejudicando mais vidas.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de Ipanguaçu

Foto: Ilustrativa

Últimas manchetes