Beneficiários da reforma agrária em Ipanguaçu recebem títulos definitivos

Início Beneficiários da reforma agrária em Ipanguaçu recebem títulos definitivos

Beneficiários da reforma agrária em Ipanguaçu recebem títulos definitivos

Assessoria de ComunicaçãoOuvidoria Geral do MunicípioSecretaria Municipal da Juventude, Esporte e LazerSecretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e PescaSecretaria Municipal de Educação e CulturaSecretaria Municipal de FinançasSecretaria Municipal de Obras, Trânsito e Serviços UrbanosSecretaria Municipal de Planejamento, Administração e TransportesSecretaria Municipal de SaúdeSecretaria Municipal de TributaçãoSecretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social

Autor: comunicação

Beneficiários da reforma agrária em Ipanguaçu recebem títulos definitivos

Trezentas e dezesseis famílias beneficiárias da reforma agrária no município de Ipanguaçu receberam os Títulos de Domínio de seus lotes. O assentamento Pedro Ezequiel de Araújo é o segundo maior do Rio Grande do Norte e está a 213 quilômetros da capital do estado. O ato de titulação aconteceu no ginásio de esportes no centro […]

31/10/2022 12h17 Atualizado há 1 mês atrás

Trezentas e dezesseis famílias beneficiárias da reforma agrária no município de Ipanguaçu receberam os Títulos de Domínio de seus lotes. O assentamento Pedro Ezequiel de Araújo é o segundo maior do Rio Grande do Norte e está a 213 quilômetros da capital do estado. O ato de titulação aconteceu no ginásio de esportes no centro da cidade, dia 28 de outubro.

Residente da comunidade muito antes dela se tornar assentamento, a agricultora Neuza Maria da Silva resume sua história. “Cresci trabalhando na agricultura com meus pais e depois com meu esposo. Quando recebi o título provisório já me sentia um pouco dona da terra. Eu acreditei e hoje estamos aqui recebendo o definitivo”, disse a beneficiária.

Viúvo e morando com os quatro filhos, seu José Avelino Monteiro comenta sobre a expectativa pós titulação. “Nós já moramos na nossa casa própria, estamos recebendo o documento da terra e agora vamos produzir ainda mais. Estou me sentindo como uma pena, muito leve”, disse o agricultor que produz feijão, milho, melancia, jerimum e melão no seu lote.

Com o documento em mãos, os proprietários poderão acessar outras linhas de financiamento para implementar a produção. Para incentivar a obtenção de crédito, o Banco do Brasil apresentou para as famílias tituladas o programa Pátria Produtora. Resultado de parceria com o Incra, o programa pretende ampliar a obtenção de recursos para desenvolvimento de atividades agropecuárias.

Por meio de atendimento personalizado, as famílias serão orientadas em campo sobre as linhas de crédito disponíveis. Com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) serão organizadas atividades de capacitação para apoiar a produção dos beneficiários titulados.

No Rio Grande do Norte, o Incra já expediu 8.692 documentos de titulação desde 2019.